COP21 (Paris) – ECOLOGIA A SERVIÇO DOS LUCROS

 

A principal medida será o “repasse” de US$ 100 bilhões para os países atrasados que, obviamente, os aplicarão nos créditos carbono.

1

Com muito alarde foi fechada a COP21, que aconteceu em Paris entre os dias 30 de novembro e 12 de dezembro deste ano, com a participação dos representantes de 195 países. Os sucessores do falido Acordo de Kyoto se apresentaram como os salvadores do mundo com propostas que supostamente contribuiriam para a preservação do meio ambiente.

As medidas começarão a ser aplicadas em 2020 e serão revisadas a cada cinco anos. O objetivo seria limitar o aumento da temperatura global em 2o C e tentar fazer um esforço para limita-lo em 1,5o C. O principal instrumento para conseguir essa redução será o aporte de US$ 100 bilhões anuais para os países em desenvolvimento. É justamente nesse “instrumento” que radica o cinismo do “ecologismo burguês”.

O dinheiro que teria como destino os países atrasados para combater o aquecimento global de fato deverá ser aplicado na especulação financeira com os crédito carbono. Os países mais desenvolvidos pouco farão, além de muita propaganda, pois, devido à queda acelerada das taxas de lucro, tudo o que implicar aumento dos custos deverá ser descartado, seja por mecanismos legais ou ilegais. O recente escândalo da Volkswagen, relacionado com a manipulação dos índices das emissões dos automóveis, com certeza, não é uma exceção à regra, mas a própria regra. As denuncias partiram dos Estados Unidos, e foram elaboradas com a espionagem industrial promovida pela NSA (agência nacional de segurança) com o objetivo de criar dificuldades na aproximação da Europa do Novo Caminho da Seda chinês, do qual a Rússia é o pivô em relação à Europa.

Os desastres ambientais como o que a BP (British Petroleum) provocou no Golfo do México, a exploração do gás e do petróleo a partir do xisto, a inundação do mundo com transgênicos e agrotóxicos, e o uso de petróleo e carvão como fontes energia representam apenas algumas das amostras da farsa do ecologismo burguês. O capitalismo tem como objetivo os lucros a qualquer custo. O próprio ex vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, que pousava de grande ecologista, obteve enormes lucros com a especulação com os créditos carbono, da qual foi um dos principais impulsionadores.

 

AS MEDIDAS APROVADAS NA COP21

 

O acordo da COP21 não foi aprovado com caráter vinculante por conta das pressões dos Estados Unidos. Se tratam apenas de recomendações que não implicarão em nenhuma punição caso as metas não sejam atingidas.

Para limitar o aumento da temperatura em 2 ou 1,5 graus centigrados, o acordo considerou a aprovação de um “pico das emissões de gases de efeito estufa o antes possível” e a “neutralidade das emissões desses gases durante a segunda metade do século XXI. Esses acordos serão revisados em 2020, mas a primeira revisão obrigatória acontecerá em 2025.

Os países desenvolvidos e os mais industrializados deverão “se esforçar” para reduzir as emissões de gases de efeito estufa no curto prazo. Os países mais atrasados terão mais tempo para reduzi-los.

Os países desenvolvidos tinham prometido, em 2009, a entrega de US$ 100 bilhões para os países atrasados com o objetivo de fortalecer as energias renováveis e outras medidas de adaptação ao aquecimento, tais como diques, alertas meteorológicas e sementes resistentes à seca. Essa contribuição é “voluntária” e “complementária”.

O desastre ambiental é um dos componentes das próprias leis do capitalismo. Devido ao aprofundamento da crise capitalista, as grandes empresas estão “matando cachorro a grito” para garantir os lucros. E conforme a crise continuar se aprofundando, que é justamente o que está colocado para o próximo período, mais as “loucuras capitalistas” estarão colocadas à ordem do dia.

0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: